Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

IGREJA DO COLÉGIO

Quando em 1 de Novembro de 1592, foi lançada a primeira pedra da Igreja do Colégio dos Jesuítas de Ponta Delgada, foi dado lugar a um monumento impar do barroco, com exuberantes elementos decorativos na sua fachada de pedra vulcânica, nos, soberbos, painéis de azulejos setecentistas e na espectacular talha do retábulo do altar-mor, ao ponto de ser dito por Robert Smith, que se tratava do maior monumento de madeira, existente em Portugal.
Sabia, eu, isto pelos livros e outros documentos mas, nunca tinha tido o privilégio de a visitar.  Tinha o testemunho do meu sogro que, ao tempo, me dizia tratar-se de uma obra ímpar.
É um facto que, com a expulsão dos Jesuítas, em 1760, por ordem do Marquês de Pombal, esta igreja salão, de nave única e que possuía um vasto e valioso espólio artístico, ficou destituída de grande parte dos seus bens e alfaias religiosas, uns desaparecidos e outros integrados noutros templos da Ilha, isto a partir de 1800, ano em que o culto foi interrompido.
Em 1834, a igreja, foi adquirida ao Estado, por Nicolau Maria Raposo de Amaral, proprietário do Colégio dos Jesuítas, por herança paterna. Passados 139 anos, seus descendentes e herdeiros doaram a Igreja do Colégio de Todos os Santos, com o respectivo espólio, à Câmara Municipal de Ponta Delgada, que, por sua vez, deliberou ceder o espaço ao Governo Regional dos Açores, em 1977, para instalação do Núcleo de Arte Sacra do Museo Carlos Machado, tendo o projecto museológico, sido aprovado em 2004.





Ontem, fui visitá-la e fiquei esmagado, pela beleza impar do que se me ofereceu ver.
Como foi possível um monumento de tanta importância, para o estudo e compreenção dao nosso passado, ter estado votado ao abandono tanto e tanto tempo.
Saliento, porque verdadeiro, o esforço feito pelo Governo Regional, ao torná-lo, verdadeiramente, num espaço público.
Uma visita a não perder!

publicado por felismundo às 13:15
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De emiele a 15 de Fevereiro de 2008 às 20:35
Tenho ideia de a ter visto, mas por fóra, quando estive em S. Miguel. Se o interior foi recuperado, ainda bem... Mais uma coisa a ver quando aí voltar (repara que digo QUANDO e não digo SE)


De felismundo a 16 de Fevereiro de 2008 às 10:56
Reparei no promenor, sim senhora!
Só te digo, para abrir o apetite, que já vi muitas igrejas, por essa Europa fora mas, obra de talha como aquela, foi a primeira. É, sem dúvida, uma coisa indiscritível, ainda por cima tem parte, poucas, cobertas a ouro, mas a grande parte é na madeira natural. Se o promenor, não for "maior", gostaria que viesses ver.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds