Quinta-feira, 25 de Dezembro de 2008

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

Hoje, dia de Natal, não compareci à  hora habitual. Não podia, no entanto, deixar de deixar uma sugestão de comida regional portuguesa.

Deste modo, recolvi, até pela hora e pela dificuldade que tive em arranjar os componentes, uma vez que está tudo fechado, optei por um prato bem simples, da região Algarve, se bem que só amanhã, o poderei consumir.

 

Charrinhos alimados

 

Amanham-se os carapaus ou charrinhos (pequenos carapaus), tiram-se-lhes as cabeças e os rabinhos e salgam-se, dispondo-os dentro de um prato de esmalte, em camadas alternadas com muitíssimo sal grosso, sendo a primeira e a última camada de sal. Tapam-se com outro prato de esmalte, em cima do qual se põe um objecto muito pesado, como por exemplo um vaso com uma planta. O objectivo é endurecer o peixe por compressão, deixando-se assim o peixe até ao dia seguinte, num local onde possa escorrer o líquido  que deitam. Lava-se então e mergulham-se rapidamente num tacho que esteja ao lume com água a ferver. Mal torna à fervura, escorrem-se, passam-se por água fria e, cuidadosamente, limam-se, isto é, limpam-se de pele, serrilhas, barbatanas e quaisquer outras espinhas que possam retirar-se sem os desfazer. Devem ficar branquinhos e rijos. Dispõem-se numa travessa, cobrem-se com um pouco de água a ferver, regam-se com um fio de azeite e outro de vinagre, salpicam-se com salsa, pimenta, pedacinhos de malagueta e alhos picados e rodeiam-se com batatinhas cozidas. Há quem tempere a água a ferver com um raminho de orégãos, o que contribui bastante para enriquecer o aroma.
Fonte: Berta Rosa-Limpo, Jorge Brum do Canto, Maria Manuela Limpo Caetano. O livro de Pantagruel, Temas e Debates, 49ª Ed., ISBN 972-759-096-9, 1997

 

 

Ingredientes:

carapaus médios ou pequenos
salsa
alhos
azeite
vinagre
sal
pimenta e malagueta q.b.


publicado por felismundo às 20:21
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Emiéle a 26 de Dezembro de 2008 às 08:59
São preciosas estas tuas receitas!
A cozinha tradicional e nota-se que bem 'experimentada'!

Se não me sentisse tão cheia, ainda experimentava hoje!
:)


De felismundo a 26 de Dezembro de 2008 às 20:31
Com a cena do SENA, até me esqueci de te responder. Chegado agora a casa, depois de um dia maravilhoso que aproveitei par um passeio a condizer, dou de caras com o bate-papo, com o "anónimo", senhor de outras galáxias, que me deixou, surpreendido. Mas eu falava num passeio lindo, disfrutando de um dia e de paisagens, que só esta deliciosa Ilha proporciona. Fui pela estrada do Norte até à Maia, onde se situam as únicas plantações de chá, da Europa, depois rumamos até às Furnas, tendo no entanto dado um salto ao "Salto de Cavalo", miradouro que nos possibilita ver, as Furnas e à sua esquerda a Povoação, terra em que nasceu a minha mulher. depois descemos para as Furnas, onde visitámos as caldeiras e lanchamos no "Terra Nostra", um hotel situado no mangífico e exuberante "Parque das Furnas" com a sua piscina de água quente. Rumámos de seguida a Vila Franca do Campo, com o seu Ilhéu, e fez-se noite, pelo que regressámos a casa. Para te falar e responder aos "Charrinhos Alimados".
Só te digo que adoro. A simplicidade é a sua melhor arma, aliás como da maioria dos pratos da "cozinha tradicional portuguêsa". A minha mulher, fá-los na perfeição!!!


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds