Domingo, 15 de Fevereiro de 2009

UM POEMA, UM POETA!

 Ao falar de Moçambique, tenho forçosamente que falar do Alentejo, a minha outra TERRA!

 

Falo-vos de um amigo, que é poeta e que tem uma queda, muito grande, para  o SONETO, género que o António Simões, maneja com mão de mestre.

Vejam:

 

SONETO DE ÁGUA

 

Vou encher este soneto de água

(Quando estiver cheio é uma piscina)

Depois, vou ver de minha alma e trago-a

P'ra banhar-se na água que imagina

 

Entramos de mão dada, depois largo-a,

(Contra o que o bom senso determina!)

E deixo-a diluir angústia e mágoa

P'ra que volte à leveza de menina.

 

Na água de si mesma, que é só alma

Nessa frescura antiga ela se acalma,

E ao vê-la assim tão feliz, prometo

 

Que a partir de agora, hei-de manter

Para recreio da alma e seu prazer, 

Sempre cheio de água este soneto.

 

António Simões

 

NOTA: António Simões, nasceu em Beringel (Beja) a 29 de Novembro de 1934. Licenciou-se em Filologia Germânica pela Universidade de Coimbra. Vive em Estremoz desde 1962, onde foi professor efectivo da Escola Secundária  Raínha Santa Isabel.

publicado por felismundo às 11:28
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De inframodal a 16 de Fevereiro de 2009 às 17:52
Gostei da ligação- Moçambique/Alentejo- a qual creio ser, ao fim e ao cabo, a minha simbiose, embora o desconhecimento me tolde a visão do que é realmente Moçambique...


De felismundo a 16 de Fevereiro de 2009 às 23:21
É uma relação real, especialmente no teu caso, apesar do desconhecimento que dizes ter.
Veremos o que nos traz o destino.


De Emiéle a 17 de Fevereiro de 2009 às 14:11
Um soneto é um género especialíssimo, difícil sem dívida, mas quando resulta é excelente. Pelos vistos o Alentejo é propício aos sonetos, se lembrarmos a Florbela...
Eu desconhecia este escritor (hoje são só surpresas, o André Cabaço e agora este António Simões) mas tu tens um «ficheiro» de patrícios teus, excelente e muito vasto.
:)
Ainda bem.


De felismundo a 17 de Fevereiro de 2009 às 14:23
O António é um excelente cultor do género!
Cheio, desta gente com valor, está o nosso país, pena só singrarem os que nós sabemos.
Vou, certamente divulgar mais coisas, e procurar, vasculhar o que por aí anda escondido, em baús e/ou na forja, para saltar, cá para fora.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds