Quarta-feira, 27 de Julho de 2005

Assim vão os dias!

Hoje acordei da sesta bem disposto.
A sesta é na verdade o remédio mais eficaz para podermos encarar o resto do dia com algum alento.
Do "Prémio José Afonso" e em especial do seu vencedor, ZECA MEDEIROS, não se fala.
Aguardemos por Outubro, por altura da entrega do Prémio, talvez aí se diga alguma coisa.
Mudemos de assunto, tenho aqui uma revelação e vou fazê-la, de Armando Guebuza o Presidente de MOÇAMBIQUE:

AS TUAS DORES

As tuas dores
mais as minhas dores
vão estrangular a opressão
Os teus olhos
mais os meus olhos
vão falando da revolta
A tua cicatriz
mais a minha cicatriz
vão lembrando o chicote
As minhas mãos
mais as tuas mãos
vão pegando em armas
A minha força
mais a tua força
vão vencer o imperialismo
O meu sangue
mais o teu sangue
vão regar a vitória

in As Armas Estão Acesas Nas Noassas Mãos - Antologia Breve da Poesia Revolucionária

publicado por felismundo às 18:44
link do post | comentar | favorito
Domingo, 24 de Julho de 2005

Domingo

Quando é que há novos ministos?
Estou ansioso pelo dia de amanhã.
E o Mário Soares, será de novo o presidente?
Cá por mim era o VELHO DO RESTELO, ainda vou falar com ele e depois digo-vos.
É mesmo Domingo, estou a necessitar de um banho de mar para refrescar a cabeça.
Até um dia, realmente NOVO.

publicado por felismundo às 12:44
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Julho de 2005

Ao sul...

É assim, pensava eu, novato nestas andanças, que teria que parar.
Nada mais falso.
É que eu sou daqueles que 130 dias de trabalho, não me aquecem nem arrefecem. Se quero comer, tenho que trabalhar.
Mas deixemos estas tristezas filosóficas, que o facto de vivermos numa democracia "verdadeira", tudo resolve.
Já agora, para fazer frente ao calor, um poema de Joaquim Namorado.

A MÁQUINA DE FAZER NOTAS FALSAS

A máquina de fazer notas falsas
era uma máquina tão falsa
que nem notas falsa fazia...

Mas trabalhava perfeito...
dentre dois rolos saíam,
em vez de notas de mil,
folhas de velhos jornais

com notícias falsas.

publicado por felismundo às 17:08
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Julho de 2005

Estou de abalada, por uns tempos!

Hoje a Sesta foi curta.
Há que fazer uns quilómetros acrescentados, tem que ser, e o ter que ser tem muita força.
Eu só me ponho a pensar: Se o vencedor do Prémio José Afonso tivesse sido outro, que não o ZECA MEDEIROS, não havia que faltar, falatório por tudo o que fosse informação.
Ou será que não se podia dizer? Que era Segredo?
Vamos aguardar mas, que o vencedor foi o ZECA MEDEIROS com o CD "TORNA VIAGEM", disso não restam dúvidas.
Até um dia.

publicado por felismundo às 15:35
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Julho de 2005

Ainda e Sempre, Zeca Medeiros

Quero daqui, agora que acordei desta maravilhosa sesta, saudar todos os que se bateram e contiuam a bater pelo reconhecimento do Zeca.
Isto de ser desalinhado paga-se!
Uma saudação especial para a Mariana Matos, que não conheco mas que, no seu Blog: ardemares.blogspot.com, expressa bem os seus sentimentos.
Para todos, UM ABRAÇO do tamanho do MUNDO.

publicado por felismundo às 17:54
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Julho de 2005

"TORNA", outra vez,"VIAGEM"

Como o CD não passa nas rádios aqui deixo um cheirinho da poesia do ZECA MEDEIROS para poderem abrir o apetite.

O CANTADOR

o cantador chegou de madrugada
venceu a noite
pelas praias do mar
na sua voz
teceu uma balada
amanhecer
que havemos de cantar

o cantador
rasgou as nossas penas
num canto moço
que havemos d'acender
na sua voz
ergueu vilas morenas
Maio maduro
que havemos de colher

ergueu cidades
sem muros nem ameias
lançou sementes
na terra de ninguém
cantou o sol
rompeu nossas cadeias
trouxe consigo
outro amigo também

publicado por felismundo às 17:25
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Julho de 2005

Prémio "JOSÉ AFONSO"

Parabéns ao ZECA MEDEIROS que, com o CD "TORNA VIAGEM". foi o grande vencedor da edição de 2005.
Faço daqui os meus votos para que a música e as palavras do Zeca Medeiros comecem finalmente a ser passados na rádio e que, pare de vez o bloqueio inexplicável feito pelas rádios portuguesas a este excelente Cantautor.
O Mundo que fala português tem todo o direito de conhecer este autor que teve como desdita o facto de, ser português dos Açores.
Vamos lá acabar com esses complexos.
Viva o ZECA!!

publicado por felismundo às 20:10
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Julho de 2005

Coisas de Portugal!

Volto hoje ao fim anunciado do Ballet Gulbenkian.
Que estavam à espera?
Já não se lembram o que aconteceu ao Serviço de Biliotecas e Apoio à Leitura? Não?
Então eu lembro.
Como se considerava que a missão tinha terminado e aquilo só dava despesa, havia que o fazer desaparecer. e assim aconteceu.
Agora foi o Ballet e só temos que esperar pelo que vem a seguir.
Enfim, coisas de Portugal.
Estou triste mas solidário com a luta dos ESPOLIADOS.
Força companheiros!!
Já agora relembro António Aleixo:

Se há quem cante um mal sofrido
esse cantar quer dizer:
ninguém chora um bem perdido,
senão depois de o perder.

publicado por felismundo às 21:34
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Julho de 2005

Reflexões

Que bela sesta!
Acordei, como sempre, bem disposto e decidido a colocar à consideração, um texto sobre NÓS, PORTUGUESES, já com alguns anos, mas que parece ser de ontem.
Senão vejamos:
" O nosso querer é apenas platónico, incapaz de nenhuma espécie de sacrifício. Não somos tão simples que o não sintamos: o português é inteligente. O que nos falta é a mola íntima, rija como o aço, que se partiu. Por isso buscamos iludir-nos como os doentes desenganados
Deitamo-nos aos anestésicos. Com o éter da finança esquecemos a anemia económica e com o clorofórmio da jogatina suprimos a fraqueza do trabalho; a morfina dos melhoramentos vai-nos dando horas regaladas, e o láudano do orçamento o pão-nosso de cada dia. O cloral da emigração afasta a necessidade cruel dos tratamentos antiflogísticos; e a cocaína do trânsito, pretendendo em vão tornar esta faixa litoral da Península uma terra de passagem, estalagem brunida e sécia para uso do mundo que se diverte, procurar pôr o sol em acções - e quem sabe se a própria lua das nossas noites encantadoras, ela que desenrola o seu meigo velário de prata para também nos iludir com perspectivas fantásticas sobre a nudez da terra que habitámos! "

Oliveira Martins, 1889

publicado por felismundo às 19:12
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Julho de 2005

"Torna viagem"

Torna Viagem é a mais recente produção discográfica do cantautor José Medeiros, também conhecido por Zeca Medeiros.
É uma das obras nomeadas para o Prémio José Afonso de 2005.
Para quem puder, amanhã 14 de Julho, pelas 22h00, no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, com entrada livre, poderá ter o prazer de ver e ouvir o José Medeiros na apresentação dessa obra, no Café Concerto.
À noite não durmo!!

publicado por felismundo às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds