Segunda-feira, 31 de Julho de 2006

DOMINGO FELIZ

peixe.bmp

Isto de ser pescador, tem das suas.
Eis-me, com um amigo, à esquerda, e o magnífico exemplar que conseguimos capturar.
Será verdade, ou mais uma história de pescadores?

publicado por felismundo às 09:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 30 de Julho de 2006

CÁ ESTOU DE NOVO!

Bom Domingo a todos!
Depois de uma pequeníssima ausência,, eis-me de volta e já com saudades de estar por aqui.
Pois bem, vamos a isto:
- O Mundo, continua na mesma, enquanto não houver uma luz que ilumine as mentes preversas,isto não se altera e as mortes inocentes continuarão a acontecer.As guerras, a nada conduzem, senão à morte e à destruição do planeta.
- Por cá, no nosso microcosmosínho, o simplex continua a funcionar com a eficiência "socrática". Passo a explicar, ontem recebi o meu selo do carro. Tinha feito a sua aquisição pela internet, e resultou, já cá o tenho. Agora onde o dito simplex funciona mesmo, é no caso dos "DEFICIENTES", esses cidadãos nacionais, (serão cidadãos como eu?), não o podem adquirir como eu o fiz, e espantem-se as almas, têm que se deslocar, eles que são DEFICIENTES, às instalações das finanças, para fazer prova, in loco, da sua deficiência, depois, terão que se deslocar à tesouraria das mesmas, efectuar o pagamento, pegar num papel comprovativo, e ir para casa esperar que o sêlo, lá chegue.
Pôrra, que é demais!
Já me estragaram o dia!
Metam a mão na consciência e simplifiquem de vez as coisas, fiscalizem á posterióri, se o sêlo é ou não para deficiente, mas não estabeleçam diferenciações à partida, ainda por cima, sabendo todos nós, que o estado é o "primeiro" a cumprir a lei das acessibilidades, ou estou enganado?

publicado por felismundo às 10:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 29 de Julho de 2006

Explicação

Esta curta aparição, é para dizer que, por motivos de ocupação intensiva da minha pessoa, me tem sido vedada a possibilidade de estar convosco, mais assiduamente.
Brevemente, voltaremos à normalidade.
Até lá, muito Sol e poucos raios UV.

publicado por felismundo às 08:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 23 de Julho de 2006

SAUDADE

carlos_paredes_ls.jpg

Se há coisas ou pessoas onde a palavra SAUDADE faz inteiro sentido, é quando aplicada a CARLOS PAREDES.
Passam hoje dois anos da sua partida, mas a sua/nossa Música, o seu exemplo de estar em sociedade, continua incólume.
A minha SAUDADE.

publicado por felismundo às 11:46
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sábado, 22 de Julho de 2006

EM TOM DE FESTA

Chega hoje ao fim o "TOM DE FESTA", festival que teve este ano a XVI edição, e que se deve principalmente à ACERT - Associação Cultural e Recreativa de Tondela.
O festival, teve o seu início na passada quarta-feira, dia 19 , às 22h00, com a presença de Fausto, que interpretou temas do seu último albúm "A Ópera Mágica do Cantor Maldito".
A Festa vai ter os Tons de Angola, Moçambique, Galiza, Cuba, Sudão, Hungria e Madagáscar, para além da música portuguesa, é uma Irmandade de Sons.
Desta forma podemos ouvir, na quinta-feira os cubanos Free Hole Negro e a Formação Bumba, uma parceria galaico-moçambicana, na sexta-feira tivemos Wysa, de Angola, em estrei absoluta em Portugal, do Sudão a voz de Rash e o português Melo De.
Hoje, para terminar, haverá Folk Galego, pelos Luar la Lubre, a música cigana de Romano Dron, da Hungria e os ritmos africanos de Madagáscar, por Kilema.
No entanto o "Tom de Festa", não se fica pela música, onde segundo José Rui Martins, continua a ter, como objectivo principal, "revelar autores e músicos que nem sempre são do conhecimento do público português" e vai para lá dela com o Novo Ciclo ACERT, que nos trouxe Teatro, Circo e Exposições, isto tudo para além de momentos informais, intitulados "Carícias de Arte com Gente Dentro".
Neste ano em que a ACERT, comemora 30 anos de actividade, o festival assinala a vida da associação com a exposição "Memória - a marca humana de 26 freguesias do concelho de Tondela", este é ainda, segundo José Rui Martins, "o mote do festival", porque é uma produção que tem em vista,"unir o concelho de Tondela, através das memórias de 26 pessoas de cada uma das freguesias", registadas em vídeo, fotografias e sons.
Porque se trata de um evento especial, sem apoios das grandes instituições e multinacionais, feito pelo Movimento Associativo, expressão maior da cultura de um povo, aqui deixo o meu reconhecimento e apoio.

publicado por felismundo às 15:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 20 de Julho de 2006

COMENTÁRIOS

Hoje, apaguei um comentário.
De há uns tempos para cá, apareceu-me um qualquer "Davince", que me vem comentando os escritos, mais numa perspectiva de se afirmar, do que comentar seja o que fôr.
Tentei contactá-lo, pelo e-mail indicado e não consegui, pudera o e-mail era fictício.
Não suporto gente que a coberto do anonimato, tem o desplante de aparecer e, usurpando os espaços que outros criaram e, mal ou bem, mantêm com um rosto e uma identificação.
Comigo, essas coisas não pegam, por isso a decisão de apagar o comentário em questão.
Esta é a minha posição pois, como se diz na minha terra, estou farto de "gaiatices".

publicado por felismundo às 16:50
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

Área de Fumadores

areafumantecpaa[1].jpg

Excelente fotografia de agência... Everest Brand Solutions de Mumbai/Índia, criada para uma instituição de prevenção do câncro.
Este enorme poster, foi colocado na tecto de uma sala destinada a fumadores.

Texto, uma cortesia de "carnecrua"

publicado por felismundo às 16:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 17 de Julho de 2006

COM MUROS NÃO HÁ PAZ

Hoje não escrevo, transcrevo este belíssimo escrito da "Isabel do Troll", a sua importância e o facto de ter sido sonegado pela dita grande imprensa, leva-me a divulgá-lo ao meu público.
Obrigado Isabel

Julho 17, 2006
Com muros não há paz
Ontem em Tavira, o representante da Autoridade Palestiniana junto do Parlamento Europeu, Abdel Athie, resumia nalgumas frases a estratégia de Israel para prolongar a guerra. Israel ao negar a existência no lado palestianiano de interlocutores, prolonga e alarga a guera infinita. Para se contruir a paz é necessário falar. Israel teima em fazer passar a imagem de que não tem com quem falar.
Para Israel, Arafat, segundo as palavras de Abdel Athie, tinha poder mas não tinha vontade. Mahmud Abbas tem vontade mas não tem Poder, dada a vitória do Hammas. E com o Hammmas não é possivel negociar, acrescenta. Israel esquece-se que que o Hammas ganhou umas eleições. Está democraticamente no Poder. Pode-se não concordar com ele, como reconhecia, Abdel Athie dizendo que não era o seu Partido, mas é legitimamente o representante do Povo Palestiniano..
Eleito em eleições que a Europa pagou. O representante da Autoridade palestiniana diria a dada altura da sua intervenção, que a Europa tem o dever de pressionar Israel a negociar a paz com os representantes eleitos, em eleições que a Europa pagou. Talvez seja esta junção de ideologia e de pragmatismo que ajuda a tornar as coisas claras...e a não cruzar os braços. Israel não quer a Paz. A Paz no Médio Oriente passa pela paz na Palestina. Tudo o resto, só virá depois. E o resto é, neste momemnto, tudo. O Irão, o Paquistão, o terrosrismo, o Iraque, as ditaduras do Médio Oriente, a paz no Mundo.
Não vale muito a pena clamar pela Paz e permitir que continuem sem resposta os que só vivem da Guerra. E que têm nomes.
No Sábado à noite, numa jornada pala paz em Tavira, com uma frase de George Lennon como lema: Give peace a chanche, esteve também presente a Presidente do Partido de Esquerda israeleita, Meretz. Que interviu ao lado de
Abdel Athie. Esta não é uma guerra entre povos.
Na noite quente de Tavira, longe de Gaza, do barulho das bombas e das lágrimas, - "a vossa música é bonita, infelizmente na nossa terra só temos direito a uma nota, ao barulho das bombas e dos bombardeamentos".diria Abdel Athie, no inicio de sua interbvenção e depois da música dos Kumpania Algazarra - a certeza de que esta não é uma guerra entre dois povos que querem ter o direito de existir. E a certeza de que para a Esquerda, a Guerra nunca pode ser a solução. Às vezes, foi um caminho. Nunca será a solução. E que os Muros nunca trarão a paz. Seja em que lugar e sob que justificação forem edificados..

publicado por felismundo às 15:54
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 15 de Julho de 2006

A DOENÇA PROLONGADA

Não à meio de deixar de aparecer, em tudo o que é orgão de informação, esta nomenclatura.
Morrer é deixar de viver, acrescentar "doença prolongada" ou "doença súbita", são artifícios que não colhem.
Falo por mim, não tenho procuração de ninguém, eu, tenho um cancro e tudo faço por o combater, não acho que a minha luta seja inglória, antes pelo contrário, é uma luta titânica, sem desfalecimentos e sem artifícios.
Não gosto de ver e de ouvir: "Fulano, morreu de doença prolongada", chamemos os bois pelos nomes, não tenhamos medo de assumir o nome de uma doença, cada vez mais comum, nos dias que passam.
Quando, eu morrer, não tenham problemas, digam por que foi, com os nomes todos.
Estaremos verdadeiramente a prestar um bom serviço à humanidade, e a dessacralizar uma doença que, como já afirmei, é cada vez mais comum e se apresenta das mais variadas formas e incidências.

publicado por felismundo às 12:02
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 14 de Julho de 2006

COM A DEVIDA VÉNIA!

Hoje, perante as ameaças à Paz Mundial, vou transcrever um poema que foi publicado no irmão, www.carnecrua.com.br .
Sem qualquer comentário.

PESADELO

Maurício Tapajós & Paulo César Pinheiro


Quando o muro separa uma ponte une
Se a vingança encara o remorso pune
Você vem me agarra, alguém vem me solta
Você vai na marra, ela um dia volta
E se a força é tua ela um dia é nossa
Olha o muro, olha a ponte, olhe o dia de ontem chegando
Que medo você tem de nós, olha aí
Você corta um verso, eu escrevo outro
Você me prende vivo, eu escapo morto
De repente olha eu de novo
Perturbando a paz, exigindo troco
Vamos por aí eu e meu cachorro
Olha um verso, olha o outro
Olha o velho, olha o moço chegando
Que medo você tem de nós, olha aí
O muro caiu, olha a ponte
Da liberdade guardiã
O braço do Cristo, horizonte
Abraça o dia de amanhã, olha aí

publicado por felismundo às 09:18
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds