Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

DE NOVO, ANTHERO - O PALÁCIO DA VENTURA

Não poderei dizer que isto é um "post", não, é antes uma informação.

Acabo de ver, on-line que a RTP-2 vai voltar a transmitir, esta noite, 15 de Setembro o "ANTHERO".

Só que, o fará às 01h30 do continente, 00h30 dos Açores.

Deve ser para os guardas nocturnos!!!


publicado por felismundo às 18:07
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

ECOS DO FILME, ANTHERO - O PALÁCIO DA VENTURA

Como sabem, estou de férias mas este facto, não me impede de estar atento e de valorizar o que merece ser valorizado.

Não vou discorrer mais, sobre o filme em causa, soa a falar da própria casa, por isso vou dar a palavra a outros e neste caso particular a uma amiga, a Emiéle do Pópulo, deixando-lhes o texto que dedicou a esta obra, do Zeca Medeiros.

É aquilo a que se chama, um "copy paste" integral, mas, com todo o merecimento. Eu, fiquei sem palavras!!!

 

«O Palácio Encantado da Ventura»


Foi graças ao aviso do amigo
José Palmeiro, (alentejano mas açoriano por afinidade) que não o deixei passar.
A verdade é que, apesar de a rtp2 ser o canal de tv que vejo com mais frequência, mesmo assim não estou atenta a tudo o que por lá passa e acontece arrepender-me ter deixado escapar uma ou outra emissão que era importante ver. Não foi o que aconteceu este Domingo, depois das 10:30. Como estava prevenida, pude assistir ao filme «ANTHERO - O PALÁCIO DA VENTURA»

Um filme português. Um filme açoriano.
Isto no melhor dos sentidos. Dos Açores nos têm vindo grandes pensadores, escritores, actores, artistas plásticos, poetas, cantores, e até realizadores como se prova com este filme.
Reflectir sobre o que foi Antero de Quental, o seu pensamento, a sua vida, a sua obra, a sua morte, era uma grande empresa. A que José de Medeiros e uma bela equipa deitou mãos. Com sucesso inquestionável!
A fórmula encontrada foi inteligente: não vimos um «filme histórico-biográfico», nem foi uma fantasia, descobrimos um filme-dentro-do-filme, mostraram-nos como se constrói um filme os seus alicerces, os seus bastidores.
Vamos, durante hora e meia, acompanhando uma equipe de tv desde a análise do tema, a discussão de como se vai processar a filmagem, a escolha dos momentos e dos actores, a questão financeira, e vamos apreciando simultâneamente o ‘resultado’ das escolhas que vão sendo feitas. Antero aparece-nos através dos depoimentos dos seus amigos e conhecidos, recolhidos por alguém que lhe quer escrever a biografia, e também por aquilo que vai revelando de si mesmo pelos seus textos e poemas.
Antero, já o sabemos é uma personalidade riquíssima, com facetas que como notou António Sérgio no prefácio aos Sonetos, que vão do ‘luminoso’ ao ‘nocturno’ (hoje, talvez se lhe chamasse bipolar...) e isso perpassa em todo o filme. Paixões, verdadeiras paixões e não apenas no sentido amoroso, marcaram-lhe toda a vida. O homem que dá 7 minutos a Deus, durante uma tempestade, para que o fulminasse, mas que também escreve «Na mão de Deus, na sua mão direita / Descansou afinal meu coração»
....
E o filme de José de Medeiros consegue dar-nos essa riqueza, essa personalidade fascinante e dividida. Muito bem apoiada a realização por um grupo de actores que se sentia estarem ali de alma e coração, viverem os seus papeis intensamente - para além da sorte (?) do actor-Antero ser, fisicamente, igual à imagem do poeta!
Parabéns cinema.
Parabéns Açores.


PS - «Mas, excelentíssimo senhor, será possível viver sem ideias? – esta é que é a grande questão» (Antero na 'Questão Coimbrã')... e tão actual!

publicado por felismundo às 09:42
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

ANTHERO - O PALÁCIO DA VENTURA, na RTP-2

 

 

 

 

 

Tal como havia prometido, aqui estou eu a informar que o Filme em apreço poderá ser visto no próximo dia 13, na RTP-2, às 22h40.

Para uma melhor e mais completa informação, consultar aqui.


publicado por felismundo às 12:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

CARTÕES VERMELHOS

 Foi-me proposto pelo PÓPULO, da Emiéle a entrada neste jogo que teria o seu seguimento se eu conseguisse fazê-lo seguir mas, não vejo como, portanto vou responder e cumprir assim a promessa que deixei.

 

 

anapaulaoliveira5.jpg

 

OS MEUS DEZ CARTÕES

 

 

1 -Ratos, de todas as espécies, inclusivé os humanos.

 

2 - À Federação Portuguesa de Futebol e aos demais dirigentes desportivos que transformaram o desporto num rentável negócio para eles próprios, não curando do melhor que o desporto tem que são os que o praticam.

 

3 - Vinhos de baixa qualidade. Num país como o nosso com tão bons como diversificados vinhos, consumir-se gato por lebre, mais vulgarmente conhecido por “vinho martelado”, é um desperdício e um incentivo à fraude.

 

4 - Falando de filmes, se for um terror do tipo do “Psico”, não gosto, adoro! No entanto o terror gratuito, não suporto, já basta o dia a dia. Não gosto, mesmo nada, é de ficção científica, não sou fã.

 

5 - Às injustiças, a todas as injustiças do Mundo.

 

6 - Às falsidades, a todas as falsidades do Mundo.

 

7 - À mediocridade e ao seu fomento.

 

8 - Ao fingimento e todos os adjectivos congéneres.

 

9 - À música “pimba” e aos seus cultores.

 

10 - Ao desamor!!!

 

 

Espero ter contribuído, de alguma forma para a continuação da cadeia, no entanto, não deixo de pedir a quem me visitar e se julgue com palavras para dizer e braços para erguer os seus cartões, o faça. Terá toda a liberdade!!!

 

tags:

publicado por felismundo às 10:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

A MINHA RUA

 

 

 

O escrito da Emiéle sobre os seus ”diabinhos”, lembou-me "os", da “minha rua”.
A “minha rua”, é o meu mundo, da mesma forma que a rua de todos, é o mundo de cada um, mas a minha, é especial.
Nunca me tinha acontecido, nos muitos sítios por onde andei, mas agora, a “minha rua” tem a particularidade de pertencer a duas freguesias, metade para cada uma mas duma forma especial.

Eu explico, poderia ser a partir de um determinado ponto, começar a ser da outra, mas não, é o todo da rua, pelo tracejado que a divide do princípio ao fim, lado direito para a Fajã de Baixo, lado esquerdo para Rosto de Cão (São Roque), isto no sentido Norte-Sul.
Até aqui nada de mal.
O problema coloca-se, quando da limpeza da dita, os varredores de cada freguesia, só limpam o “seu” lado. Tudo bem, desde que limpassem ao mesmo tempo, nos mesmos dias, nada disso, cada um limpa quando lhe apetece.
Acontece que a rua é toda arborizada com plátanos o que lhe confere um infindável número de folhas caídas, todos os dias, que se espalham pela rua toda.
Como é fácil entender, de nada vale limpar de um lado, se o outro não for limpo na mesma altura, o que equivale a dizer que a rua está permanentemente suja e que os quintais e jardins das moradias são, um repositório das folhas que o vento, dispersa a seu belo prazer, por tudo o que é lugar.
Daqui resulta que, praticamente, todos os moradores, já apresentaram queixa nas respectivas Juntas, para que se harmonizem e planifiquem uma limpeza eficaz, coisa que, até ao momento, ainda não teve solução.
Calhou-me agora a vez, de ser eu a fazer o protesto e o facto é que dois dias depois, dois varredores da Junta do meu lado, apareceram e têm estado a fazer a limpeza TOTAL.
Acontece que não possuem, quanto a mim, os instrumentos necessários para uma limpeza conveniente, pelo que, o que limparam de manhã, à tarde já está, de novo sujo, e isto sem ser de “avental”.
Agora um pouco mais centrado com a realidade, direi que o principal, são os pólens, que andam no ar e que a deficiente limpeza, fazem proliferar, agravando a susceptilidade para as alergias, o que no caso do meu agregado familiar, é um facto.
Estou convencido que um “veículo aspirador” de folhas e de outros detritos urbanos, seria o ideal e custeado pelas duas Juntas, em apreço, não seria demasiado dispendioso e a eficácia, essa seria certamente melhorada.


publicado por felismundo às 17:59
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

 Desculpem, mas hoje, não há nada para ninguém, estou, verdadeiramente, na sesta.

 

tags:

publicado por felismundo às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009

MÚSICAS DE DOMINGO, À QUARTA!

 No início da madrugada, tive o prazer imenso de ver, no canal MEZZO, este surpreendente pianista(?).

 

Não podia deixar de compartilhar com os meus amigos e "visitadores", o gosto de compartilharem comigo esse momento, daí a sua publicação apesar de eu estar, em FÉRIAS!!!

 

 

 

música: Singalong

publicado por felismundo às 13:09
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds