Domingo, 25 de Julho de 2010

MÚSICAS AO DOMINGO

música: Tenho Sede

publicado por felismundo às 09:53
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 23 de Julho de 2010

CESTAS DE POESIA

Uma amiga, fez-me chegar esta delícia!

Agora que o Verão estiola os miolos dos políticos e manda para o desespero milhares de compatriotas nossos, sabe bem dá-lo a conhecer.

 

Soneto quase inédito


Surge Janeiro frio e pardacento,

Descem da serra os lobos ao povoado;

Assentam-se os fantoches em São Bento

E o Decreto da fome é publicado.

 

Edita-se a novela do Orçamento;

Cresce a miséria ao povo amordaçado;

Mas os biltres do novo parlamento

Usufruem seis contos de ordenado.

 

E enquanto à fome o povo se estiola,

Certo santo pupilo de Loyola,

Mistura de judeu e de vilão,

 

Também faz o pequeno "sacrifício"

De trinta contos - só! - por seu ofício

Receber, a bem dele... e da nação.

 

JOSÉ RÉGIO


Soneto (quase inédito) escrito em 1969, no dia de uma reunião de antigos alunos.
Tão actual em 1969, como hoje... E depois ainda dizem que a tradição não é o que era!!!


publicado por felismundo às 08:15
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 22 de Julho de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

http://1.bp.blogspot.com/_hksw1LapDgU/SH3umcpk4CI/AAAAAAAACWg/U_zy_2tr_LU/s400/tamboril.jpg

 

 


Arroz de Tamboril à Pescador


Ingredientes:

  • 1 tamboril ;
  • 0,5 kg de arroz ;
  • 1,5 dl de azeite ;
  • 3 dentes de alho ;
  • 2 cebolas grandes ;
  • 1 pimento encarnado ;
  • 1 pimento verde ;
  • 800 grs de tomates maduros ;
  • 1 folha de louro ;
  • coentros ;
  • piri-piri q.b. ;
  • sal q.b. ;

Confecção:

Coza o tamboril em água e sal.
Depois limpe as espinhas e peles e guarde a água de cozedura do mesmo.
À parte leve ao lume, num tacho, o azeite, a cebola picada, os alhos, o louro e os pimentos cortados às tiras.
Logo que a cebola esteja cozida junte os tomates, limpos de peles e sementes, cortados aos bocados.
Ferva um pouco até estar bem cozido e adicione a água onde cozeu o tamboril (o dobro do volume do arroz).
Tempere com piri-piri.
Prove para ver se está bom de sal (pois a água do peixe já leva sal) e logo que comece a ferver junte o arroz lavado e seco.
Quando o arroz estiver cozido junte os bocados de tamboril.
Sirva num tacho de barro e enfeite com mexilhões grandes e coentros picados.



fonte:
Câmara Municipal de Portimão


publicado por felismundo às 10:31
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 18 de Julho de 2010

MÚSICAS AO DOMINGO

música: El Maestro

publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 17 de Julho de 2010

NOS SÁBADOS, ARTE!

JORGE VIEIRA ( n. Lisboa 1922- m. Estremoz 1998)

 

Escultura, gravura e desenho.

Curso de escultura da ESBAL (18 valores), estudou na Slade School of Fine Arts  em Londres sob a orientação de Henry Moore, F.E. Mc’ William e  Reg Butler (1954)

Considerado um dos mais importantes escultores portugueses do século XX pela força, sensualidade liberta e modernidade da sua extraordinária obra em terracota, bronze, ferro e pedra.

Premiado no Concurso Internacional do Prisioneiro Politico Desconhecido - Tate Gallery London (1952).

Tem uma vasta obra pública (Dois Grupos escultóricos Comptoir Suisse – Lausanne; Grupo escultórico – Pavilhão de Portugal em Osaka; Estação do Metro do Saldanha; “Homem Sol” na Expo, Lisboa; conjunto escultórico na Praça do Município em Lisboa; Monumento ao Prisioneiro Politico Desconhecido em Beja, entre muitas outras).

Realizou a sua exposição individual (escultura) na CAT em 30 de Agosto de 1985.

 

http://artepublica.blog.com/files/2008/04/jorge_vieira_mon_presos_pols.jpg

 

MONUMENTO AO PRISIONEIRO POLÍTICO DESCONHECIDO


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sexta-feira, 16 de Julho de 2010

CESTAS DE POESIA

Assim, sem mais, um poema erótico de: - Carlos Drummond de Andrade

 

Amor é bicho instruído


Amor é bicho instruído
Olha: o amor pulou o muro
o amor subiu na árvore
em tempo de se estrepar.
Pronto, o amor se estrepou.
Daqui estou vendo o sangue
que escorre do corpo andrógino.
Essa ferida, meu bem
às vezes não sara nunca
às vezes sara amanhã.


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 15 de Julho de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

http://1.bp.blogspot.com/_O3CF7ZVULmY/S8qabc-jvZI/AAAAAAAAAt8/JA-uIfLYq-A/s1600/Zborreguinho.jpg

 

MÃOZINHAS DE BORREGO COM ERVILHAS

 

Ingredientes:

 

- 12 mãozinhas de borrego

-   2 cebolas

- 200gr. de banha

- sal q.b.

- colorau q.b.

- pimenta moída q.b.

- água q.b.

 

Como fazer:

 

- Refoga-se o borrego com os temperos todos e, quando esteja a meio da cozedura, junta-se lhe as ervilhas.

Quando as ervilhas estiverem cozidas, rectificam-se os temperos e está pronto.

 

E, bom apetite!!!

 

NOTA:

Esta é uma receita de Mariano Ferreira, o "Chefe Mariano" de Estremoz, editadas, em postais ilustrados, pela Câmara Municipal de Estremoz, nas suas "18 Receitas de Borrego".


publicado por felismundo às 17:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 11 de Julho de 2010

MÚSICAS AO DOMINGO

O video de hoje, tem duas razões muito especiais para ser publicado.

A primeira é o lembrar o grande músico que é o Júlio Pereira, a segunda, tem a ver com o Festival Maré de Agosto, quando se aproxima mais uma edição.

 

Por fim, um cheirinho da linda voz de Minela.

música: carrocel oito

publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 10 de Julho de 2010

NOS SÁBADOS, PINTURA

Deixo-vos hoje com uma pintura colectiva de Cruzeiro Seixas e de Mário Botas.

 

http://3.bp.blogspot.com/_WR_zYiebAkk/R7rxTfDlU0I/AAAAAAAADgw/j64DCgBrGSU/s400/IMG_5847.JPG

 


Artur Manuel Rodrigues do Cruzeiro Seixas nasceu na Amadora em 1920.

Frequentou a Escola de Artes Decorativas António Arroio mas é o convívio com outros artistas (Marcelino Vespeira, Mário Cesariny, Fernando de Azevedo, etc.) que o leva ao neo-realismo, em meados dos anos 40, e logo depois ao Surrealismo. No final da década, integra o grupo “Os Surrealistas” (Mário Cesariny, Mário-Henrique Leiria, Pedro Oom, Eurico da Costa, Carlos Calvet, António Maria Lisboa, Fernando José Francisco, Risques Pereira e Fernando Alves dos Santos) e participou na sua primeira exposição colectiva, em 1949.

 

 

 

 

 

 

 

http://4.bp.blogspot.com/_eJ_JG3LBjbw/SvKFFPD_kZI/AAAAAAAAAZs/rouAiczvwqE/s400/MarioBotas.jpg

Mário Botas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Mário Ferreira da Silva Botas (Nazaré, 23 de Dezembro de 1952 - Lisboa, 29 de Setembro de 1983), foi um artista plástico português.

Biografia

Na vila natal passou a infância e a adolescência. Ali fez os seus estudos primários e secundários.

Em 1970 ingressou na Faculdade de Medicina de Lisboa, onde se licenciou em 1975 com alta classificação.

O seu nome ficou no entanto ligado à pintura, ao desenho e à ilustração. Fez a primeira exposição individual na Nazaré em 1971. Em 1973 expôs na Galeria S. Mamede em Lisboa. A sua obra recebeu então a atenção dos galeristas e críticos de arte tanto em Portugal como no estrangeiro e foi reconhecida como de uma enorme qualidade e inovação.

Faleceu com 30 anos a 29 de Setembro de 1983 em Lisboa vítima de uma leucemia diagnosticada em 1977. Em Setembro de 1984 foi instituída a Fundação Casa-Museu Mário Botas na Nazaré.


publicado por felismundo às 18:35
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Julho de 2010

CESTAS DE POESIA

 


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds