Sábado, 25 de Abril de 2009

O PORQUÊ DAS COISAS

Possivelmente já todos saberão como foram escolhidas as "senhas", que serviram para desencadear a acção do 25 de Abril, mas, sabe sempre bem ouvir, de quem de direito, a forma como foram, aquelas, as canções escolhidas.

Ouçamos então, Otelo Saraiva de Carvalho.

 

 

 


publicado por felismundo às 17:01
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Emiéle a 28 de Abril de 2009 às 07:17
Mais uma vez me deixei atrasar nos comentários aqui no Sesta... Não quer dizer que não abra o blog todos os dias, mas por vezes distraio-me com outras coisas e acabo por não te dizer nada.
(é que este teu Abril tem tido cá uma produção dos posts!!!! sabes que o primeiro amo em que tive um blog só meu também me apeteceu valorizar assim o mês)

Claro que quem é mais velho e acompanhou interessadíssimo todas estas coisas, já tinha ouvido contar a «história das senhas» mas tem senpre mais interesse assim, em discurso directo, pela voz dele.
«Ele» é o Otelo, claro. O Homem apaixonado e vibrante, um tanto ingénuo numas coisas, mas a quem se deve imenso apesar de tudo o que depois se disse.


De felismundo a 28 de Abril de 2009 às 09:48
Tens toda a razão, esta foi a minha, "grande", homenagem ao 25 de Abril.
Quanto ao Otelo, porque o conheço pessoalmente e nutro por ele uma grande amizade e cumplicidade, não adianto mais palavras.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds