Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

 http://4.bp.blogspot.com/_WGHbhGx1WTI/RiS7o-3SI4I/AAAAAAAAAWY/qUxaD53VhdQ/s400/tuberas.JPG

 

Túberas de Fricassé


Ingredientes:
Para 4 pessoas

  • 1 kg de túberas
  • 1 cebola
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de banha
  • 1 folha de louro
  • 4 gemas
  • 1 limão
  • 1 ramo de salsa
  • sal

Confecção:

Põem-se túberas de molho e esfregam-se com uma escovinha.
Lavam-se muito bem, descascam-se e cortam-se em rodelas grossas.
Faz-se um refogado com a cebola picada, o azeite, a banha e o louro.
Juntam-se as túberas, temperam-se com sal e deixam-se apurar.
Isto leva um certo tempo, pois as túberas largam muita água.
à parte misturam-se as gemas com o sumo de limão e salsa picada.
Retiram-se as túberas do lume, adicionam-se as gemas com o limão e leva-se novamente a lume brando, deixando cozer cuidadosamente para evitar que os ovos talhem.

 

NOTA:

O QUE É UMA TRUFA OU TÚBERA?

   

Trufa designa-se por uns fungosascomicentes, por vezes cultivados, da família das tuberáceas, de aparelho esporífero subterrâneo, e de constituição tubercular. Em regra aromáticos e comestíveis.

Também designados por Túbara ou Túbera. A qual pode ter uma forma arredondada ou irregular, devido ao terreno em que se encontra.

A trufa é um cogumelo que tem uma germinação hipogeia (frutificação subterrânea).

Elas surgem em Portugal na Primavera entre o fim de Fevereiro e o início de Maio. Têm à sua nascença uma forma minúscula aberta, no qual as suas extremidades vão-se fechar e formar a túbera. O interior da túbera vai-se organizar em veias estéreis, que depois tornar-se-ão férteis. Este conjunto de veias já autónomo forma o corpo da túbera, a qual é de cor branca e está envolta numa casca adornada por pequenas verrugas ou escamas que têm como objectivos protegê-la, e contribuir para a sua respiração e nutrição.


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Maria a 26 de Novembro de 2009 às 12:58
Zé, não sabia que túberas seriam trufas, quando comecei a ler a receita pensava que falavas de "túbaros" - não é assim que se chamam? Mas, depois, estranhei o modo de preparar - simples -logo a seguir aparece a "Nota" e ficou tudo esclarecido... Acabei de ler, rindo da minha confusão;)) Zé, as trufas não são raras e caras?

(se calhar- túbaros-não é o que eu penso...)


De felismundo a 27 de Novembro de 2009 às 09:36
Ainda não consegui parar de rir, com a confusão.
Mas vamos aos factos. Sim as "túberas". são "trufas" e, como digo, mais acima, existem no Alentejo e espalhadas por todo o Portugal em maior ou menor quantidade, conforme a estrutura dos terrenos.
A confusão surge, exactamente com os "túbaros", palavra por que se designa os testículos, em especial dos borregos e dos porcos, que são um petisco de se tirar o chapéu.
Deixem-me trazer aqui à memória o meu e de muita gente, amigo "ZÉ D'ALTER", que tinha uma tasca e que os cozinhava, como ninguém e que os denominava por: "ALEGRIAS DE FREIRAS".


De Maria a 26 de Novembro de 2009 às 13:13
Tive que reler para perceber melhor o meu equívoco, não é que estou morta de riso - com que então "esfregar com uma escovinha"( pormenor delicioso ), descascá-los e cortá-los às rodelas (os túbaros), desculpa Zé, é muito sadismo, estou desfeita em lágrimas.... ;))


De felismundo a 27 de Novembro de 2009 às 09:38
Bom, essa da escovinhe a da faquinha para os cortar às fatias ou aos quadradinhos, é de um sadismo, altamente requintado, mas que é de rir até às lágrimas, isso é!


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds