Sexta-feira, 26 de Março de 2010

CESTAS DE POESIA - 2

Tenho seguido um critério que inclúi para além dos nomes maiores da Poesia Lusófona, a poesia dos Poetas Populares, tantas vezes incompreendidos e de outros, que apesar de menos conhecidos, não deixam de ter um lugar de destaque nas letras da lusofonia.

Aqui se insere o poema que hoje aqui deixo e que nos remete para o,ALENTEJANANDO. e para o seu Mentor.

 

 

Fumo vagarosamente a noite


Quatro e trinta da madrugada.

Fumo vagarosamente a noite.


Aclara-me a mente,

uma luz crua e expurgada.

Com o benigno e o maligno da vida desenhado límpido na sombra.

Como se o recorte da silhueta fosse o repositório de todo o meu passado.


E, só agora reparo,

como o sombreado

é um criterioso arquivo do caminho andado,

num galope desenfreado.


Isidoro de Machede


publicado por felismundo às 08:15
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Anónimo a 26 de Março de 2010 às 12:29
ola. de novo.
hoje tenho tempo, para visitar " a sesta".
eu gosto de poetas populares, assim como os poetas de intervenção, mas isso já o sabias, não é?
esse não conhecia, e é sempre bom receber informação.
por exemplo, gosto muito da poesia do nosso poeta algarvio.
diziam muitas vezes que era analfabeto, mas quem dera a muito culto ter a sabedoria que o nosso querido António Aleixo, nos deixou.
versos, poesias, que fanhais entre outros musicou e cantou, e que eu gosto de cantar e por vezes assassinar,mas com boas intenções.

até loguito.
bj
silvya


De felismundo a 26 de Março de 2010 às 15:07
Sim o António Aleixo é um dos grandes poetas populares portugueses e já lhe tenho, nestas páginas, dado o devido relevo, mas há outros, menos conhecidos e também com imenso valor. O "Isidoro", não será bem um poeta popular, antes alguém, bastante instruído e que faz da escrita u dos seus melhores hobies. Já agora, não deixes de ver e ouvir o vídeo do Oswaldo Montenegro e depois gostava de saber a tua opinião.


De Anónimo a 26 de Março de 2010 às 20:16
sim, vou ouvir com atenção.
este fim de semana vou ter tempo para pôr a "sesta " em dia.
de certeza que vou gostar.
não sei se te agradeci, o poema que me dedicaste no outro dia.se não agradeci naquele momento, agradeço agora, senão fica um duplo agradecimento
bj
silvya


De felismundo a 28 de Março de 2010 às 11:12
Cá fico a aguardar.
Quanto ao poema, achei que valia a pena!!!


De inframodal a 28 de Março de 2010 às 10:47
Muito, muito interessante. Nota-se à distância que não é um poeta popular, muito embora o Joaquim Pulga possa ser considerado um poeta do e para o povo.

Essa do Machede " tem a ver com a freguesia de Estremoz, não tem?


De felismundo a 28 de Março de 2010 às 11:17
Tens toda a razão na apreciação que fazes do Joaquim Pulga, que tem um blog, que irás gostar de acompanhar.
No que respeita ao que perguntas sobre "Machede", devo informar que não é uma mas duas freguesias do concelho de Évora e é assim: "Nossa Senhora de Machede", mais perto de Évora e "São Miguel de Machede", já a caminho do Redondo. O Izidoro é da primeira.


De Emiéle a 29 de Março de 2010 às 19:36
As tuas cestas são sempre de vir espreitar e saborear.
Não conhecia de todo o poeta que citas e tem sido um bom serviço público os poemas que aqui tens deixado.


De felismundo a 29 de Março de 2010 às 19:58
Ainda hoje tinha pensado para comigo: "Que será feito da Emiéle?"
Fico feliz por saber a tua opinião, que muito considero.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds