Quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

FRASES QUE SE DIZEM, IDEIAS QUE PERSISTEM.

Depois de uma ausência mais ou menos prolongada vou, de novo, tentar um regresso que seja duradouro se bem que, esta permissa, não me vincule a um aparecer todos os dias, mas antes a um aparecer assim como quem levanta a cortina da janela e espreita p que se passa, na rua, no quintal ou, nas trazeiras do prédio. Veremos de que sou capaz.

 

Hoje resolvi trazer um escrito que, Mário-Henriques Leiria escreveu no prefácio da 2ª edição dos, "CONTOS DO GIN-TÓNICO", em 1976.

 

" A revolução não é um estado de coisas permanente e não podemos permitir-lhe que assim queira caminhar. A corrente da revolução desencadeada deve ser conduzida pelo canal da evolução."

 

Tudo nos levaria a crer que é uma frase recente, muito recente. Realmente é de 6 de Julho.

 

6 de Julho de 1933 Adolfo Hitler na Chancelaria do Reich, no seu discurso aos REICHSTATTALTER nacionais e socialistas, todos perfilados e impecavelmente fardados.

Ficariam conhecidos na generalidade por NAZIS.

 

E FOI O QUE SE VIU.

 



publicado por felismundo às 16:25
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De silvya a 4 de Novembro de 2010 às 21:16
ola.
parece que andamos todos na mesma.
cansados, desiludidos.
não tenho vindo aqui, mas estive a pesquisar, e parece que a "sesta", também esteve em pouzio...
não me recordava desta frase, mas realmente é actual, e tens razão, parece ter sido ontem...
um abraço
silvya


De felismundo a 11 de Novembro de 2010 às 11:16
Olá Silvya.

Faz tempo que não nos mostravamos. Digo isto porque eu tenho andado arredio e intermitente , parece-me que irá ser assim pelo menos por uns tempos.
Por mim, é tudo junto a situação do país, a minha situação, fazem-me andar para aqui numa incógnita que não há meio de achar o resultado.
Quanto ao escrito do Mário-Henriques, pareceu-me atempado colocá-la aqui agora.
Abraço!!!


De Pé de cereja a 7 de Novembro de 2010 às 15:42
Claro que muita coisa muda e tem mudado. Até o facto de podermos fazer esta críticas - mesmo que seja apenas para desabafar... Mas tem mudado muito menos do que gostaríamos...


De felismundo a 11 de Novembro de 2010 às 11:22
Pé de Cereja, a tua última frase justifica a lembrança que quis trazer à colação quando publiquei este escrito.
O que mudou, não foi assim tanto que nos faça sentir felizes, antes pelo contrário. Ter tido 48 anos de Estado Novo, viver a alegria de uma mudança efectiva, com o 25 de Abril e ao fim de trinta e seis anos vermos tudo regredir a este ponto, faz-nos desacreditar. Tenhamos coragem e saibamos alterar, um mínimo que seja, a 23 de Janeiro.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds