Sábado, 17 de Março de 2012

Um Poeta dos Açores - JOÃO-LUIS DE MEDEIROS


 
       O REPOUSO  DA  GARÇA
            
       ( na morte de Natália Correia – Março 16, 1993 *)
 
 
Naquele dia, a cancela da ilha ficara aberta
por masculino descuido, e a taramela do destino
aquietou-se para ouvir passar a garça...
 
       Cuidado! é a Natália, Infanta de Sagres
       que aí vem a caravelar no dorso da atlântida...
       ressonância das (re)voltas da sapateia
       da Grândola Vila Morena da Fajã de Baixo
       (alguidar vulcânico da coragem de ser gente,
       saudade vertical de distâncias a chegar…)
 
Natália – imagino-te ao lado de Florbela
a remoçar o romance de Pedro e Inês;
vejo-te com a batuta da coragem
a desafiar o antigo solfejo de Alice Moderno;
adivinho-te a rezar com Antero o soneto Consulta
junto ao primeiro degrau do Sumo-Bem…
 
        Natália, vem daí! O sossego mata-nos, Mulher!
        Faz-nos falta o gemido criador da tua verve
        e a vertigem ciclópica da tua lira.
        … desde que partiste, Portugal está morno:
        boceja-se nos Açores, esbraceja-se na Madeira,
        e a liberdade recolheu a quartéis…
 
 
  João-Luis de Medeiros                             
(*) poema lido em publico pela primeira vez no Ateneu Luso-Americano
        Fall River, Massachusetts, na tarde de Domingo, Abril 25, 1993


publicado por felismundo às 12:42
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De silvya a 25 de Março de 2012 às 23:28
Boa noite...
Natália Correia.
Há tempo já... não conhecia este poema...
Ela Mulher , Poetisa faz-nos falta.
Ainda bem que há pessoas que se lembram, que nos lembram.
Daqui da Costa da Caparica, com um leve cheiro a maresia, envio um abraço carinhoso perfumado com mil cores.
Silvya


De felismundo a 26 de Março de 2012 às 16:53
Foi bom teres por aqui passado e teres tido a felicidade que eu tive quando soube da existência deste poema do João-Luis de Medeiros, açoriano como Natália e nascido na mesma freguesia a Fajã de Baixo exactamente a mesma em que eu habito, coincidências? Talvez!!!
Estás portanto, agora, na Costa da Caparica, não é verdade?
Que te sintas bem e que a maresia também te inunde com essa paleta de cores que um fraterno abraço propicia.


De Silvya a 21 de Junho de 2012 às 20:12
Obrigada Zé .
A vida vai indo, e espero que esta desvida, em breve se torne em Vida!
Um abraço de mar e de sol.
Silvya


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds