Sexta-feira, 16 de Junho de 2006

SAUDADE

Faria hoje, noventa e um anos.
Uma vida a trabalhar, nunca teve férias, sempre o pensamento numa sociedade melhor e mais igualitária, era assim o MEU PAI.
E é assim que o vejo todos os dias, uma energia enorme, um constante fazer pela vida, enfim, uma eterna saudade.
Partiste, depois de veres o teu/nosso, 25de Abril ir por água abaixo, mas fica com a certeza de que há muitos a lutar para que isso, retorne ao sítio.
Tu, sei que continuas a luta!
Até um dia, Manel!

publicado por felismundo às 10:59
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Jos Palmeiro a 18 de Junho de 2006 às 23:59
Pois é, eu pensava que não era necessário ir pela área, nem pela demografia, mas está bem visto.
Tudo bem, Emiéle.


De Emile a 18 de Junho de 2006 às 21:38
(olha José Palmeiro, a Weblog ainda não está bem, não senhor. Escrevi agora mesmo aqui um comentário muito grande e quando o quis fazer entrar apareceu a famosa mensagem de que não há a página… vamos ver se o reconstituo)
Olha Alda, entendo muito bem o que dizes porque já o tenho ouvido várias vezes e acredito que penses assim. Mas quando falas em “pequenotes” estás a referir-te a quê? Ao tamanho geográfico? Olha que nós temos cerca de 90.000 km2. A Suiça tem 41.000; a Holanda 41.000; a Dinamarca 43.000; a Bélgica 30.000. Pequenotes, ou não? Se pensas na população, nós temos cerca de 10.000 habitantes, e de novo, A Suiça 7.000; a Dinamarca 5.000; a Bélgica 10.000 também. Além disso também não têm riquezas naturais por aí além.
Agora o que eles tiveram e nós não, foi gente muito capaz que os soube desenvolver. Que fizeram politicas sociais interessantes, governantes que souberam investir. E se concordo que se deve poupar e é asneira gastar-se sem regras, o que cria riqueza não é na poupança é no investimento. E isso não estou a ver isso, nestas medidas. Vejo medidas restritivas, mas não vejo os tais investimentos que nos poderiam transformar.


De felismundo a 18 de Junho de 2006 às 19:31
Alda, não tens que pedir desculpa pelo espaço ocupado, ele é virtual, e mesmo real que fosse.
Quanto ao resto, há efectivamente algum desacordo de ideias.
Não digo que não haja que mexer nas coisas, não, mas mexer sempre para o mesmo lado, é que não, porque, estamos a fazê-lo, sim, mas para perpétuar aqueles que sempre foram grandes.
Não é dizer mal de tudo e não apontar caminhos, não, é dizer de experiência vivida e sentida, na pele, todas as incongruências em que nos querem fazer acreditar.


De felismundo a 18 de Junho de 2006 às 19:22
Emiéle, obrigado pelas palavras que aqui deixaste. Quanto ao problema do nome, aqui tanto faz,pois sou só uma e a mesma pessoa. Sou o "José Palmeiro" e contínuo "Feliz no Mundo".


De Alda a 18 de Junho de 2006 às 17:19
---- Bonitas essas palavras por seu pai que partiu. Nunca esquecemos aqueles que fizeram tanto por nós.
QUanto ao 25 penso que nada está perdido. A Democracia é feita de altos e baixos. De vacas gorditas e esqueléticas. Agora estamos atravessando um período que precisa da ajuda da malta toda e nãpo só de alguns. Com todos os defeitos quer o Socas possa ter ele tem um que ninguém teve. Coragem . Coragem para mexer em infinitas coisas que não podiam continuar porque a malta não está entre os grandalhões mas sim entre os "pequenotes". Há muitos anos que andamos armados em grandalhões. Durante anos e anos reformaram-se milhares e milhares de portugueses... até com quarenta anos de idade. Algum dia chegaria a isto. E ninguèm topou ? Já são quase mais os reformados dos que trabalham ?
--- Daí a achar que esta coisa de se dizer mal de tudo o que se quer mudar, sem alternativas é negativo. Tão negativo como certa comunicação social que nos impinge casa dentro todo o dia apenas a faca e o alguidar. QUe pena. Mas tenho esperança. Peço desculpa por ocupar tanto espaço no seu blog. Boa tarde. Aldi.


De Emile a 18 de Junho de 2006 às 16:43
Bonito escrito, José Palmeiro. ( ou felismundo ? aqui já não sei que nome dar...) Com tanto amor e ternura que a gente acredita que ELE continua realmente a lutar. Sabes que também sinto isso em relação ao meu pai. Está tão vivo em mim que é como se continuasse presente. E tenho a certeza - até porque mo disseram muitas vezes - que ele mudou a vida de muita gente. Mudou para uma via mais certa, mais justa, mais luminosa.
Sorte a nossa com pais assim!


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.últ. comentários

Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...
Parecendo que não, duplicou o drama!!!
Oportuno, realmente.Ainda era o marido a trabalhar...
Olá.Um belo poema de António Ramos Rosa.A 1ª vez q...
Na verdade o abandono dos blogs também me tocam......

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds