Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

Aqui à tempos, a minha comprovinciana AB, solicitou-me uma receita da "MIGAS GATAS".

 

Publico hoje uma receita, muito simples, tal como é feita aqui na minha casa, assim:

 

 

Como fazer Migas gatas com bacalhau

1 Coza o bacalhau durante 10 minutos em lume brando. Tire-lhe a pele e as espinhas e desfie-o. Reserve a água da cozedura. Corte o pão aos pedaços. Descasque e pique os alhos.
 
2
 
Numa terrina coloque o pão e o bacalhau. Por cima ponha os alhos e o sal. Regue com o azeite, o vinagre e a água a ferver onde cozeu o bacalhau, para embeber o pão. Tape a terrina durante 5 minutos.
 
 
3
Passado esse tempo, escorra o excesso de água, migue (bata) com colher de pau e sirva.

publicado por felismundo às 12:32
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Emiéle a 28 de Novembro de 2008 às 07:42
Bom, a grande novidade é essa do vinagre. Mas (apesar de eu fazer muito pouco) as migas de bacalhau 'normais' que eu faço como a minha avó não são muito diferentes.

Porque lhe chamam «gatas»?
Estas têm um aspecto excelente!!!


De felismundo a 28 de Novembro de 2008 às 10:56
Tens razão, o aspecto é excelente e ainda está na fase de "bater" o pão para fazer o tal envolvimento que empresta o aspecto muito sui-géneris, às migas.
Quanto á proveniência de designação, não sei, mas vou tentar saber.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. AOS DOMINGOS POESIA

. ...

. POESIA POPULAR ALENTEJANA

. LEMBRANDO A INFÂNCIA

. BENFICA 2 - PORTO 2

. ...

. A poesia de Fernando Pess...

. TENTEMOS UM RECOMEÇO, PEL...

. É BOM OUVIRMOS OS "MAIS V...

. MUDANÇAS

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.últ. comentários

sou de peroguarda, gostava do seu contacto se poss...
Sou de Peroguarda tenho alguns poemas como o da ab...
Boa tarde,Seria possível aceder a esse bloco de po...
O poeta António Joaquim lança foi meu bisavô.....t...
Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds