Quinta-feira, 13 de Maio de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

http://fotos.sapo.pt/KiSNtVi0DebrFnznzbZb/

 

Teria gostado mais de aqui vos deixar uma fota de meia carcaça de borrego, mas também não gosto de ferir sensibilidades e optei por deixar estas magníficas costeletas, para lembrar o borrego, coisa que não aparece com frequência aqui nos Açores.

Estou tentado a fazer a sua introdução, por estas bandas mas primeiro tenho que ver o porquê de não haver, se há alguma incompatibilidade. Veremos o que fazer.

Por ora, vamos matando a saudade com as carcaças que nos chegam do continente europeu.


Borreguinhos de Azeite

ALDEIA NOVA DE SÃO BENTO


Ingredientes:
Para 6 pessoas

  • meio borrego muito novo ;
  • 4 dentes de alho ;
  • sal grosso ;
  • pimenta em grão (6 bagos) ;
  • 2 dl de azeite

Confecção:

Corta-se o borreguinho em bocados pequenos, que se barram com uma papa feita com os alhos pisados com sal grosso e a pimenta em grão. Deixam-se ficar assim umas horas. Depois colocam-se numa frigideira e regam-se com azeite. Tapa-se esta e coloca-se sobre lume muito brando. De vez em quando vai-se sacudindo sem a destapar.
Quando não se sentir líquido destapa-se; se o suco da carne tiver desaparecido e o borreguinho se apresentar louro, está pronto.


fonte:
Editorial Verbo


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 29 de Abril de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

 

Cozido de Grão com Cardinhos


Ingredientes:
Para 4 pessoas

* 500 g de grãos
* 200 g de batatinhas
* 1 molho de cardinhos
* 150 g de feijão verde
* 1 molho de hortelã
* 500 g de carne de borrego
* 500 g de chispe fresco ou salgado
* 500 g de ossos de porco fresco ou salgados
* 1 linguiça pequena
* 1 morcela pequena
* 1 farinheira
* 150 g de toucinho
* 500 g de abóbora branca
* pão alentejano

Preparação:

Na véspera, põem-se de molho os grãos e as carnes, se forem salgadas.
Cozem-se os grãos com sal.
Quando estiverem em meia cozedura, juntam-se a abóbora cortada em cubos, o toucinho, as carnes (com excepção da farinheira), o feijão verde e os cardinhos.
Quase no fim, juntam-se as batatas peladas mas inteiras, e a farinheira.
Quando estiver tudo cozido, verte-se o caldo numa terrina, sobre o pão cortado em cubos e coberto por ramos de hortelã.
Os vegetais e as carnes, devidamente partidos, são servidos como acompanhamento em travessas à parte.


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 22 de Abril de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

http://www.restaurantefalesia.com/fotos/falesiafoto17.jpg

 


Massada de Peixe


Ingredientes:
(para 4 pessoas)

  • 1,5 dl de azeite
  • 2 cebolas
  • 2 dentes de alho
  • 750 gr de tomate maduro
  • 1 folha de louro
  • 500 gr de cotovelos miúdos
  • 1 piripiri
  • 1 ramo de coentros
  • 1 Kg de peixe (corvina, sargo, pargo ou cherne)
  • 1 pimento verde
  • 1 pimento vermelho
  • 1 folha de hortelã

Confecção:

Faça um refogado com a cebola, os alhos picados e o azeite.
Junte o tomate, o louro, o peixe temperado com sal e água que baste para cozer o peixe e depois a massa. Quando a massa estiver cozida, junte o peixe e rectifique de sal e pimenta.
Deixe apurar.
Sirva bem quente, polvilhada com coentros e decorada com um ramo de hortelã.


publicado por felismundo às 13:12
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 15 de Abril de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

Depois de uns dias de obras, devido a uma avaria na casa das máquinas, eis-me de volta com mais uma sugestão, desta vez do Algarve.

Que experimentem, que resulte e que gostem!

 


Favas à Algarvia

 


Ingredientes:
Para 4 pessoas

  • 800 grs de favas (descascadas) ;
  • 150 grs de chouriço preto (morcela) ;
  • 150 grs de chouriço vermelho ;
  • 2 dentes de alho ;
  • 1 quarto de dl de azeite ;
  • 150 grs de bacon ou toucinho entremeado fresco ;
  • 1 molho de coentros, rama de alho e de cebolam

Confecção:

Descasque as favas. Lave em água fria e escorra num passador.
Leve um tacho ao lume. Adicione um pouco de água, junte as favas e coza cerca de 8 minutos.
Escorra as favas e retire-as do tacho. Descasque os dentes de alho e pique fino.
Corte o chouriço preto e o vermelho ás rodas e o bacon em fatias pequenas.
Leve novamente o tacho ao lume, depois de lavado e limpo. Deite o azeite e deixe aquecer. Junte o alho e deixe alourar, sem queimar. Em seguida, junte as favas e um pouco de água. Tape e deixe cozinhar.
À parte, numa frigideira frite as carnes. Junte ás favas que estão a cozinhar e mexa envolvendo as carnes com favas. Deixe apurar.
Polvilhe com coentros, ramas de alho e de cebola picadas.

Conselho: No caso de não ter favas frescas, use congeladas. Utilize chouriços do tipo caseiro. Se utilizar chouriços do tipo industrial, deverá ter o cuidado de retirar a pele.


fonte:
Região de Turismo do Algarve


publicado por felismundo às 10:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

Na Páscoa, um bom ensopado de borrego

 

https://1.bp.blogspot.com/_BI4qtg66uYM/SF-AFxJLIvI/AAAAAAAABhs/D4RpMNnyD5M/s400/_1.JPG

 

O Borrego já cá está, agora vem a receita:


Ingredientes:


Borrego - sela e costelas: 1 kg
Banha: 100 g
Cebolas: 2
Alho: 3
Louro: 1 folha
Pimenta em grão: 1 colher de sobremesa
Colorau doce: 1 colher de chá
Vinagre: 3 colheres de sopa
Malagueta: 1
Farinha, salsa, sal, e pão de véspera: q/b

Receita:


Corte o borrego em bocados e passe por farinha.
Aloure-o em 50 gr. de banha.

Entretanto corte as cebolas e os alhos em rodelas e, juntamente com o louro e a pimenta em grão, faça um refogado pouco puxado com a restante banha.
Junte o borrego, tempere com sal, a malagueta, o colorau doce, um ramo de salsa e junte a água que acha suficiente para ensopar o pão em fatias e coloque-as na terrina.
Na altura de servir a carne, leve o caldo ao lume com o vinagre e deite-o a ferver sobre o pão. Sirva com a carne à parte numa travessa.
f.s
Bom-apetite
Boa Páscoa


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

Hoje, que o Carnaval se aproxima, vou deixar-vos saborear a Boleima.

 

http://farinhas-gueifao.pt/img-conteudos/produtos/Boleima_1.JPG

 

BOLEIMA ALENTEJANA

Ingredientes:
    •    500 g de farinha
    •    200 g de açúcar amarelo
    •    3 ovos inteiros
    •    2 dl de azeite ou óleo
    •    2 dl de leite c/ café ou só leite ou só café
    •    raspa de limão (facultativo)
    •    1 colher de café de fermento em pó
Preparação:
Mistura-se tudo muito bem, depois bate-se com a mão de modo a envolver, e fazer uma massa homogénea e compacta. Unta-se previamente um tabuleiro com óleo ou azeite, e deita-se a massa.
Seguidamente com as costas de uma faca como que vincando, dá-se uns golpes na massa superficialmente não profundos.
Primeiro efectua-se o corte ao alto; depois o corte atravessado.
Em seguida, espalha-se por cima açúcar amarelo e canela de modo a cobrir a superfície da massa no total.
E vai ao forno quente, cerca de 40 minutos mais ou menos, até estar alourado, para melhor verificação da cozedura da massa espetasse-lhe um palito e se este sair seco está no ponto...


publicado por felismundo às 11:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

 

       

ORELHA DE PORCO

https://1.bp.blogspot.com/_rPjxcNeQn7M/Rt2Ybc8mkJI/AAAAAAAACWs/ZFeUKup7hXM/s320/salada-orelha-1.JPG

Ingredientes:

  • Orelha de porco
  • azeite
  • vinagre
  • sal
  • alhos
  • coentros
  • água

Preparação:

A orelha é cozida com água e sal. Escorre-se a água, corta-se a orelha aos bocados e tempera-se com alhos, azeite, coentros e vinagre.

 


publicado por felismundo às 11:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

Volto com esta rubrica e com a Cozinha Tradicional dos Açores.

 

Nada melhor que um CALDO DE PEIXE e, para isso é na Ilha do Pico que ele se nos apresenta como um dos mais requintados e apreciados de todo o arquipélago.

 

Cá vai:

 

 

Caldo de Peixe

caldodepeixefc9

AREIA LARGA – PICO


Ingredientes:
Para 20 pessoas

* 6 a 8 kg de peixe de pelo menos 4 espécies (bicuda, sargo, muge, roucas, garoupa, lírio, etc.) ;
* 1 ramo de salsa ;
* 3 folhas de louro ;
* 1 kg de tomate ;
* 7 a 8 cebolas ;
* 10 baga de pimenta-da-jamaica (pau de cravo) ;
* 4 dl de vinho branco ;
* 3 colheres de massa de malagueta ;
* açaflor (açafrão) ;
* vinagre ;
* 1 kg de batatas ;
* 2,5 dl de azeite ;
* sal
* Para o molho cru:
* 1 molho de salsa (muito grande) ;
* 8 a 10 cabeças de alho (com a pele roxa) ;
* 3 colheres de sopa de sal grosso (aprox.) ;
* açaflor ;
* vinagre


Confecção:

Corta-se o peixe em postas grossas e leva-se a cozer em lume brando num tacho com água, a salsa, o louro, o tomate e as cebolas cortadas aos quartos, a pimenta-da-jamaica, o vinho branco, a massa de malagueta, açaflor, vinagre e sal a gosto, o azeite e as batatas cortadas ás rodelas grossas.
À parte cozem-se batatas inteiras descascadas (uma por pessoa).
Num almofariz pisa-se a salsa com os dentes de alho (sem tirar a pele roxa), o sal grosso, açaflor e um pouco de vinagre. Estando tudo em papa, junta-se um pouco de água simples, batendo. Rectifica-se o paladar.
Para servir, põe-se o tacho na mesa e tira-se o peixe para uma travessa. Em cada prato coloca-se um bocadinho de peixe de cada espécie e uma batata inteira. Rega-se com o molho cru (verde). Ao mesmo tempo, serve-se o caldo em tigelas deitando em cada uma colher de molho cru. Come-se o peixe e a batata a mesmo tempo que se vão bebendo golinhos de caldo.

Variante: Há quem junte cominhos no caldo ou no molho. Em Madalena deitam vinho no caldo em vez de molho cru.

 

fonte: Editorial Verbo


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

Volto à normalidade mas, desta vez para homenagear quem muito fez pela divulgação da Cultura Gastronómica Alentejana.

Refiro-me a Manuel Camacho Lúcio, autor do livro: "COZINHA REGIONAL DO BAIXO ALENTEJO", editado pela PRESENÇA, na colecção HABITAT e que tão esquecido tem andado, nos últimos tempos.

 

"Cava, cava

Meu irmão

Parte os rins e monda

Ceifa

E parte-os de novo

Sua, sua na faina da eira

Esmaga o grão.

E no fim,

Meu irmão,

Talvez comas o pão."

 

O PÃO

 

           

 

" Desde tempos imemoriais que o pão tem servido de base à alimentação das populações rurais.

 Fazia-se de farinha de trigo, de milho, de centeio e de quase todas as gramíneas, sem esquecer que a boleta, depois de seca, também foi muito usada na alimentação humana.

 Na região de que vos estou a falar, e até em épocas mais recuadas, usava-se apenas a farinha de trigo. O milho só aparece muito tarde, mas, no Baixo Alentejo, não se utilizava para  fazer o pão.

 A maioria dos cereais foi introduzida na Lusitânea pelos Romanos, que fizeram dos campos alentejanos um fornecedor do império. Mas foram os Árabes que nos deram as azenhas e as noras!

 As nossas messes não chegam para as necessidades do País, e isto há já muitos anos...

 Se o Alentejo deve continuar com a monocultura ou seguir o caminho mais risonho do regadio é uma questão que já no século passado se debatia. Segundo abalizadas opiniões - até estrangeiros -, tinhamos condições climatéricas e geológicas para transformar a campina alentejana no pomar da Europa. Aguardemos... sem deixar de pensar no Alqueva!

( Tão oportuna esta prosa de 1987!)

Prosseguindo:

 Ainda hoje o pão faz figura grada nos cozinhados alentejanos, mormente no das classes rurais.

 Um bom pedaço de pão, um naco de toucinho ou linguíça. ou ainda um punhado de azeitonas e uns goles de água da enfusa, e estava muitas vezes feita a refeição do rural.

 Na realidade, são muito raros os pratos em que não entre o pão. Até mesmo na doçaria o encontramos em muitas receitas, já cozido, ou então ainda em massa crua."

 

Este, é um dos sublimes textos que nos legou e que não resisti transcrevê-lo.

 


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

Aproxima-se a época tradicional das matanças, razão porque recordo, com saudade, os tempos em que se matava em casa e que, o "porco", era o sustento da mesma.

 

 

 

LOMBO, ENTRECOSTO E TOUCINHO DA PAPADA

 

Tudo cortado aos bocados num alguidar: tempera-se com sal e alho bem pisado, massa de pimentão, um bom golpe de vinho branco, umas gotas de água, um pouco de colorau e pimenta branca em pó.

Fica nesta molhanga durante um dia ou dois.

Frita-se em banha, muita banha.

 O molho não entra na fritura, só o que vier agarrado à carne.

Pode acompanhar com ovos estrelados na dita banha. Se os quiser encapotados, basta pôr uma colher de banha fervente em cima da gema.

Esta carne, se for para ir comendo de vez em quando, não deve ficar muito frita: dê-lhe apenas uma entaladela. Ponha as três qualidades de carne, numa vasilha de barro vidrado e deite-lhe a banha derretida da fritura até as cobrir completamente. Pode ir tirando durante dois ou três meses, sem quaisquer problemas...


publicado por felismundo às 08:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

. ÀS QUINTAS, GASTRONOMIA!

.arquivos

. Outubro 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.últ. comentários

sou de peroguarda, gostava do seu contacto se poss...
Sou de Peroguarda tenho alguns poemas como o da ab...
Boa tarde,Seria possível aceder a esse bloco de po...
O poeta António Joaquim lança foi meu bisavô.....t...
Meu caro Armando Facadinhas, só hoje dei pelo teu ...
Meu caro Armando, é com todo o gosto que te vejo p...
boa tarde é armando facadinhas câmara municipal d...
Salvé o retorno à blogosfera. As nossas ausências ...
Tens toda a razão, o esquecimento é uma coisa cont...
Boa recordação.É uma pena estes nomes irem caindo ...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds